São CamiloVocação
 
 
 
 

O ano de São José

02.03.2021 | 5 minutos de leitura
Papa Francisco
O ano de São José

Motivado pelos 150 anos da declaração de São José como Padroeiro Universal da Igreja, o Papa Francisco, por meio da Carta Apostólica “Patris Corde”, convoca o ano de 2021  como o ano de São José.  Conforme expressa o objetivo do  documento papal, tal celebração visa  “aumentar o amor por este grande Santo, para nos sentirmos impelidos a implorar a sua intercessão e para imitarmos as suas virtudes e o seu desvelo".

São José cuidou de Maria e de Jesus, enfrentou os problemas concretos da vida da Sagrada Família. Ele representa a importância das pessoas comuns, e torna-se para nós um grande exemplo de fé, ternura, obediência, amor, acolhimento, coragem criativa e confiança, bem como de  homem trabalhador, justo e honesto. 

O Papa Francisco, na Carta Apostólica  que significa "Pai do Coração"   descreve muitos exemplos de São José, ressaltando sua paternidade afetiva e sua coragem criativa, pois diante dos problemas soube encontrar oportunidades.  Com isso, São José foi e é o homem que o próprio Filho de Deus chamou de "papai".


Para este ano de São José, o Papa nos dá a graça da indulgência plenária para todos os dias, desde 8 de dezembro de 2020 até 8 de dezembro de 2021. 

#O que é a Indulgência Plenária?

 
O Código de Direito Canônico, no cân. 992 define indulgência como “a remissão, diante de Deus, da pena temporal devida pelos pecados já perdoados quanto à culpa, que o fiel, devidamente disposto e em certas e determinadas condições, alcança por meio da Igreja, a qual, como dispensadora da redenção, distribui e aplica, com autoridade, o tesouro das satisfações de Cristo e dos Santos”.  

Portanto, todos os fiéis poderão, com o auxílio de São José, protetor da Sagrada Família de Nazaré, mediante orações e boas obras, obter, por meio da Igreja, o conforto e alívio das graves tribulações humanas e sociais que afligem o nosso tempo. (Cf. DECRETO - Concede-se o dom de especiais Indulgências por ocasião do Ano Jubilar em honra de São José, promulgado pelo Sumo Pontífice Francisco para celebrar dignamente o 150.º aniversário da proclamação de São José como Patrono da Igreja universal).

Neste ano de São José, a indulgência será concedida a todos que com um coração contrito se "desapegarem do pecado" e cumprirem as três condições habituais: confissão sacramental, comunhão eucarística e oração pelas intenções do Santo Padre. Além disso, o Papa Francisco nos coloca uma quarta condição, que vem acompanhada  de 6 possibilidades  para se conseguir a indulgência plenária. Para aqueles que não conhecem as condições para consegui-la , preparamos em tópicos uma explicação. E, mesmo que já tenha este conhecimento, há condições extras neste ano! Leia e saiba mais!

#As três condições habituais 

Primeira condição: fazer uma boa confissão.

Segunda condição: participar da Santa Missa e comungar. Os doentes e idosos que não puderem ir à Igreja, podem receber a Eucaristia em casa ou no hospital. Terceira condição: rezar pelo Papa, seu ministério, sua vida e suas necessidades. 

#A quarta condição

A quarta condição dada pelo Papa Francisco, nos dá  6 possibilidades de escolha: 

1ª opção: meditar por pelo menos 30 minutos sobre a oração do Pai Nosso, ou então, fazer um dia de retiro espiritual  que
 inclua  uma meditação sobre São José;

2ª opção: realizar qualquer obra de misericórdia corporal ou espiritual;

3ª opção: rezar o santo terço em família e entre noivos

4ª opção: confiar à proteção de São José o seu trabalho diário ou o invocá-lo para conseguir um trabalho digno. 

5ª opção: rezar a ladainha de São José, ou então, fazer qualquer oração litúrgica em favor da Igreja perseguida ad intra e ad extra e pelo alívio de todos os cristãos que sofrem qualquer forma de perseguição.

6ª opção: fazer qualquer oração ou ato de devoção a  São José aprovado pela Igreja; esta,  especialmente nos dias 19 de março e 01 de maio, no dia 19 de cada mês, em toda quarta-feira (dia dedicado à memória do santo), ou então, no dia da Sagrada Família.
 
Além das seis condições acima elencadas, no atual contexto de pandemia, o dom da Indulgência plenária é concedido, especialmente, às pessoas idosas, aos enfermos, aos agonizantes e a todos os que, por legítimos motivos, estão impossibilitados de sair de casa, se, com espírito desapegado de qualquer pecado e com a intenção de satisfazer, logo que possível, às três condições habituais, rezarem um ato de piedade em honra a São José, oferecendo com confiança a Deus as dores e os incômodos da sua vida.

(Cf. DECRETO - Concede-se o dom de especiais Indulgências por ocasião do Ano Jubilar em honra de São José, promulgado pelo Sumo Pontífice Francisco para celebrar dignamente o 150.º aniversário da proclamação de São José como Patrono da Igreja universal)


Portanto, este é um ano onde somos chamados a viver a vontade do Senhor e a aprender sobre a vida de São José. Rezemos e estejamos em união pedindo  a intercessão de nosso padroeiro!

São José, Rogai por nós!


Mais em Papa Francisco
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •