VocaçãoSão Camilo
 
 
 
 

Conheça mais sobre a vocação de cuidado aos enfermos

12.08.2019 | 1 minutos de leitura
São Camilo
Conheça mais sobre a vocação de cuidado aos enfermos

Você já ouviu falar sobre a vocação de cuidado aos enfermos? Se não, leia este texto. Se sim, também! Ele vai te ajudar a conhecer esse ministério que exerce o amor e a doação dentro da Igreja. 

O cuidado aos enfermos é um exercício de doação e serviço ao próximo. Na Palavra, diz assim: “Há maior alegria em dar do que receber” (At 20, 35). O Senhor nos ensina um grande gesto de compaixão quando passa pelo cego de Betsaida (Mc 8, 22-26) e o cura com um grande ato de misericórdia. 

Outro exemplo de cuidado aos enfermos é quando Jesus cura a sogra de Simão que, mais tarde, viria a se tornar Pedro. A mulher estava com febre e, quando Jesus soube, se aproximou dela, tocou-a e a curou (Mc 1, 29-39).

O padroeiro dos enfermos, São Camilo, disse que os doentes nos revelam o rosto de Deus. Por isso, por meio do cuidado aos doentes, encontramos com a misericórdia de Deus. Ele se revela a nós através da nossa compaixão e doação. 

Cuidado aos enfermos: uma vocação 


Isso mesmo que você leu! O cuidado aos enfermos é uma vocação e nem todo mundo nasceu para esse chamado. Na Igreja, temos vários exemplos de santos que dedicaram sua vida ministerial ao cuidado dos enfermos, entre eles, está São Camilo. 

Um jovem que era rebelde com a vida, principalmente por conta da morte de seu pai, quando Camilo tinha apenas 18 anos. Logo após, se jogou de vez ao vício dos jogos, mas algo aconteceu: Camilo teve uma profunda experiência com a misericórdia divina e se rendeu ao amor de Deus. Desde então, o jovem não foi mais o mesmo e seguiu a sua vida prestando cuidado e carinho aos enfermos. 


O chamado à cura 


Assim como Jesus e São Camilo, somos chamados a curar os enfermos. Se você não sabe por onde começar, mas tem vontade de assumir essa linda missão, aqui vão algumas dicas:

#1 - O acolhimento
É de extrema importância que você faça o enfermo se sentir acolhido e amado. 

#2 - A atitude
Nos ensinamentos de São Camilo, ele destacava muito as atitudes e os cuidados ideais para com os enfermos. Por meio destas ações, demonstramos e vivemos o amor misericordioso de Deus. 

#3 - A paciência  
Já dizia São Camilo: “Os enfermos são as pupilas do coração de Jesus e, o que fazemos para eles, fazemos ao próprio Deus”. Por isso, tenha paciência! 

Vocação acertada, vida feliz


Como essa frase faz sentido! Por meio da vocação, temos a oportunidade de encontrar a vida plena em Deus. Assim, o Catecismo da Igreja Católica nos diz, no parágrafo 1703: “Desde sua concepção, é destinada à bem-aventurança eterna”’. Ou seja, Deus cria cada um com uma missão, um propósito. Esse propósito é a nossa vocação. 

Então, se depois de ler esse conteúdo, você sente no coração o desejo de cuidar dos enfermos, clique aqui e venha conhecer a Ordem dos Camilianos!

Mais em São Camilo
  •  
  •  
  •