São CamiloIgreja
 
 
 
 

Como superar a perda de um ente querido?

13.07.2020 | 4 minutos de leitura
Saúde
Como superar a perda de um ente querido?

A morte é algo inevitável. Na verdade, é a única certeza que temos na vida. Apesar disso, lidar com a perda de um ente querido não é uma tarefa fácil, afinal, nunca estamos preparados para a dor da ausência e da saudade de quem amamos.

O luto é um dos momentos mais complicados na vida de qualquer pessoa. Por isso, é preciso atenção para que essa dor não se prolongue mais do que o normal. O tempo de luto é necessário, porém, quando muito duradouro, pode evoluir para uma depressão, entre outros problemas.

Continue a leitura e veja as dicas que trouxemos que podem ajudar você ou alguém que você conhece a viver a dor da perda, porém, superando-a!

#Vivencie o luto 
A morte sempre foi um assunto complicado, um sentimento de certa forma inexplicável e difícil de lidar. Ao perder uma pessoa que ama, é essencial vivenciar todas as fases do luto, entregando-se aos seus sentimentos. Chore, desabafe, converse com pessoas próximas, deixe que a sua dor se manifeste. Não viver o luto pode comprometer a sua recuperação, levando assim, mais tempo que o esperado.

Viver a negação é muito comum na maioria dos casos. A pessoa se sente incapaz de aceitar a perda, não imaginando a sua vida sem a presença do ente falecido, é como se tudo não passasse de um pesadelo. 

Passar pelo sentimento da raiva, sem entender o motivo da morte ter acontecido a alguém próximo de você, é também outro sentimento corriqueiro. Depois, é chegada a fase da negociação, momento em que a pessoa começa a aceitar a perda, negociando consigo mesma o enfrentamento da dor e a superação.

Nos últimos dois estágios do luto, há a depressão, que se firma na rotina e torna tudo cinza, e enfim, a aceitação, quando a morte já é encarada com mais serenidade, sem dor excessiva ou desespero, mas acreditando que a pessoa querida está em um lugar melhor.

#Pare de reviver momentos que lhe causam dor 
Quando perdemos um ente querido, é muito comum em nossa memória, reviver os momentos ao lado daquela pessoa. As recordações estão por todos os lados. 

No começo, é inevitável não pensar nisso, mas, com o passar do tempo, essas lembranças devem ser encaradas de forma positiva. 

Entretanto, a partir do momento que as lembranças ruins passam a dominar a mente e estão com você na maior parte dos seus dias, deixa de ser algo saudável e atrapalha no processo de superação do luto. 

É difícil, mas necessário, superar a tristeza, a ausência, e seguir a vida.

#Desabafe e fale de seus sentimentos, assim que estiver pronto
O diálogo é uma excelente maneira de superar essa dor. Procure conversar com familiares e amigos, compartilhem as lembranças bonitas de bons momentos. Mas, não se sinta obrigado a falar, caso ainda não esteja preparado. Está tudo bem!

Cada pessoa reage ao luto de uma maneira diferente e, há tempos diferentes para cada um aceitar a morte e lidar com o luto na sua rotina, mas, lembre-se sempre: inúmeras pessoas te querem bem, inclusive os que partiram. 

Por isso, tente estar presente e próximo das pessoas especiais para você. Fique com eles o máximo que puder e conseguir, vivendo e se fortalecendo a cada segundo.

#Comece a reorganizar sua vida
A vida normal para quem acabou de perder um ente querido pode parecer distante demais, às vezes até impossível de ser recuperada. Mas, acredite, isso acontecerá. A saudade é inevitável e sempre existirá. Porém, a dor da perda, essa sim deve ser enfrentada e superada com força e esperança. 

Com o passar do tempo, você aprenderá a reorganizar a sua vida, a encontrar novamente a felicidade e motivos para se sentir bem. Sem dúvida, haverá dias difíceis, onde a saudade vai apertar, mas, assim como esses, os dias iluminados devem ser vividos e celebrados. 

No fim das contas, tudo passa, e passamos a encontrar formas para seguir com a nossa vida, conciliando nossa rotina sem aquela pessoa. A dor, apesar de ser muito grande, vai passar. Contudo, a convicção da vida eterna sempre será motivo de coragem para superarmos os momentos de dor e sofrimento.

Seja forte e tenha esperança!

Mais em Saúde
  •  
  •