São CamiloVocação
 
 
 
 

Conheça dois membros da Família Camiliana Leiga

02.08.2021 | 6 minutos de leitura
Província
Conheça dois membros da Família Camiliana Leiga

O tempo de discernimento vocacional é um período importante para descobrir o que Deus quer de você, qual o chamado dele para sua vida e como você pode contribuir para o Reino de Deus. Mas no meio do caminho surgem diversas perguntas que muitas vezes não sabemos como responder.

Para lhe ajudar a responder essas perguntas, hoje você vai conhecer um pouco mais sobre a vocação camiliana, que possui como centro a misericórdia: servir e amar os enfermos com amor materno, zelando tanto pela saúde física quanto pela saúde espiritual, vendo neles a pessoa do Cristo e sendo Cristo para eles.

Se você se identifica com esse chamado, talvez o seu lugar seja com os camilianos. Para lhe auxiliar nessa reflexão vamos apresentar a resposta vocacional de duas leigas da Família Camiliana: Rosina Freire Lopes Ferreira e Marize Nogueira de Freitas Melo, para você conhecer ainda mais sobre nossa vocação.

Rosina, revela que conheceu a Ordem quando participava da Pastoral da Saúde da Diocese de Campo Limpo em 2005: "Em 2015, mais ou menos, operei o pé (tinha 4 nódulos), fiquei por 06 meses acamada, sem colocar o pé no chão. A Coordenadora da Pastoral, após os 06 meses, começou a me levar aos domingos na Missa no 'Recanto São Camilo', hoje Hospital São Camilo Granja Viana, com o passar do tempo, pedindo a São Camilo, veio a minha cura, voltei ao normal, andando corretamente. O Padre Elielton, observando-nos, fez o convite para participarmos da Família Camiliana Leiga da Granja Viana, bairro onde moro, e com muito carinho aceitei".


Ao responder sobre seu chamado, Rosina revela: 

"Após o falecimento de meu esposo, para meu sustento espiritual, sempre procurei ter contato aos com os mais necessitados, os doentes. Pois sempre pesou em mim, de ter posses, mas não poder ajudar ou salvar.  podia mepodê-lo salvá-loar. Então para me acalmar, e me erguer diante do sofrimento, procurava algo que me completasse. 

Nos Camilianos, me encontrei, e encontrei o calor humano, carinho, atenção, entendimento, e minha vida novamente, pois havia inconscientemente me anulado, esse Amor Camiliano me trouxe de volta à vida tendo o viver Feliz, junto aos meus filhos. Portanto, cuidar dos enfermos, com o mesmo Amor que cuidamos do Nosso Jesus, é muito gratificante, nos alegra, nos preenche, nos dá a razão de viver. Com isto, tento retribuir um pouco do seu Amor dedicado a Nós, vivendo o Carisma Camiliano, inspirado por Deus, no Coração de Nosso Pai São Camilo.   

Função ou cargo, não tenho, mas sou Camiliana Leiga, ou seja, vivo o compromisso do Batismo, sempre testemunhando o Amor do Senhor, para com os enfermos, como São Camilo recebeu de Deus e nos transmite a todos nós. 
O que me deixa feliz, nesse caminhar humano e Cristão, é ouvir a Palavra, participar dos Sacramentos da Eucaristia, ouvir as necessidades dos enfermos, e sentir principalmente o seguimento de Cristo, cheio de ternura, onde servimos os doentes. Nos deixando guiar pelo Espírito Santo. A alegria e disponibilidades dos padres, não têm igual, sempre estão vigilantes e disponíveis a nossas necessidades e principalmente aos enfermos, e aos seus familiares, sempre preocupados e atentos à toda e qualquer situação. Nos Padres Camilianos sentimos o Amor de Deus, a misericórdia de Jesus, e a inspiração de Nosso pai, São Camilo.   

Como relatei anteriormente, em 2005 entrei para a Pastoral da Saúde, com o intuito de ajudar os doentes e familiares. Mas em 2015, com minha saúde debilitada, fiquei acamada por 06 meses, após esse tempo, comecei a frequentar as missas do Recanto São Camilo, em frente ao meu Condomínio. Até então só conhecia São Camilo, pelas missas do seu dia (14 de julho), presidida pelo Bispo da Diocese de Campo Limpo, acompanhado de um padre Camiliano. Após 06 meses acamada, comecei a frequentar as missas no São Camilo, o Padre Elielton, veio conversar comigo e me convidou a vivenciar o Carisma Camiliano. Me apresentou o Coordenador da Família Camiliana da Granja Viana, e este me acompanhou até 2017, onde fui chamada para fazer os votos junto com os Leigos que iriam renová-los, assim ingressando oficialmente, onde vivencio esse amor Misericordioso, a exemplo de Jesus., em que Deus nos amou primeiro, e esse amor entregue a nós, no qual São Camilo serve os doentes com amor no a Jesus, ensinando-nos a chamar os enfermos de Jesus e  tratá-los com trataríamos a Jesus". 

Rosina deixa para nós grandes ensinamentos

"Eu indico que participe das missas, das atividades, leia sobre a vida de São Camilo, sobre seu carisma, pois com certeza é muito gratificante, encontramos a razão e o sentido da vida. Ainda nesta situação atual do mundo, diria que devemos ter 'mais coração nas mãos' (São Camilo de Lellis).

Citando um trecho do nosso estatuto: a missão de Jesus é também nossa missão. Como seus discípulos na escola da caridade, precisamos ter o coração nas mãos e nunca esquecermos que recebemos de Deus um carisma vivo e que nos move, o de sermos pastores da misericórdia àqueles que se encontram fragilizados e debilitados, de maneira que, com nosso auxílio, sejam fortalecidos e animados. 
O Carisma Camiliano, não te obriga, ele te compreende para você saber compreender os enfermos, ele te ensina a cuidar do enfermo, como a mãe cuida do seu filho amado e doente, tratando-o com misericórdia e dignidade".
Vem ser um Camiliano também!



Agora vamos conhecer a história e a vocação de outra camiliana, Marise Freitas MeloJosé Maria dos Santos.


Irmã Marize, conheceu a Ordem quando em 1997 conheceu o  através do Padre Leocir Pessini, quando participava da Pastoral da Saúde, desde jovem gostava de ajudar às as pessoas idosas e está na Família Camiliana há 4 anos. Atualmente exerce a função de segunda secretária dentro da Família Camiliana. 

A Irmã Marize, participa da comunidade São Camilo, perto da residência dos pais do Ppe. Leocir, sobre o qual afirma: "Sempre nos ajudou, e fez convite para um grupo de pessoas da comunidade para fundar Família Camiliana Leiga Parque Ypê". 
 
Aos jovens que estão no discernimento vocacional ela deixa uma mensagem: "Aceitar o chamado de Deus a viver o compromisso batismal, testemunhando o amor de Cristo para com os doentes e sofredores, seguindo o carisma de São Camilo".

Assim como os leigos da Família Camiliana estão dando uma resposta ao chamado de Deus, vocÊ já deu a sua? as Irmãs Camilianas discerniram a sua sua vocação, você já discerniu a sua?

Mais em Província
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •