São CamiloIgreja
 
 
 
 

Maria: um modelo a seguir para descobrir sua vocação

12.05.2020 | 4 minutos de leitura
Vocação
Maria: um modelo a seguir para descobrir sua vocação

Maria, exemplo de fé e divindade, que aceitou seu chamado para com Deus e doou sua vida inteiramente à santidade. Aos cristãos que desejam a vivacidade em sua vocação, é indispensável seguir os conselhos da Virgem Maria, a primeira cristã, que nos aponta a direção correta, nos iluminando a fazer tudo o que Jesus nos pedir. 

Continue a leitura a seguir e veja como seguir os passos de Maria e, por meio deles, encontrar a vocação que o Senhor escolheu para a sua vida!

# Aceite o chamado 


Escolhida por Deus, Maria carregou em seu ventre o Salvador do mundo, acatando o chamado divino e, se tornando exemplo, não só de obediência, mas de acolhimento e firmeza em relação aos planos do Senhor. Assim como Maria, que possamos aceitar o chamado de Deus para nossa vida vocacional. Todos nós viemos para a terra com uma vocação já pré-determinada por nosso Senhor, e Ele constantemente nos convida a viver esse chamado! Está pronto(a) para aceitar o convite e viver essa bênção?

# Reze


A oração é uma forma de confiança nos planos de Deus e, é por meio dela que podemos nos aproximar dos céus e de seus chamados, assim como Maria fez. Jesus nos deu o exemplo dessa aproximação com o Pai através de palavras, ou seja, nos deu o exemplo de uma vida em oração e nos ensinou para assim fazermos também, a começar pela oração do Pai Nosso, descrita no Evangelho de Mateus 6,9-13 como uma oração modelo. 

# Peça sabedoria 


O momento da escolha entre seguir ou não a vocação que Deus preparou para a sua vida é de extrema importância para que não nos frustremos. A sabedoria é um dom de Deus, dom que vem do alto, que vem da graça e flui por meio do Espírito Santo que conduz, inspira e assiste a Igreja de Deus sobre a terra.

O dom da sabedoria nos concede o sentido adequado para sabermos apreciar as coisas de Deus; dando ao bem e à virtude o seu verdadeiro valor e, encarando os bens do mundo como degraus para a santidade, e não como fins em si. Peça sabedoria para saber como agir diante da decisão do seu chamado, pois Deus nos convida e, a nós, resta somente a decisão.

# Seja paciente e se permita 


Permitir-se a descobertas e a novos caminhos é essencial nesta caminhada. Maria não sabia ao certo o que fazer quando o anjo Gabriel lhe deu a notícia de que seria a Mãe de Jesus e, mesmo assim, aceitou e acatou de bom grado. O mesmo aconteceu com São José, que foi paciente e aceitou amar Jesus. 

Nesse momento de descoberta, precisamos ser pacientes, entendendo que as coisas podem demorar a fazer sentido para nós, mas com a certeza de que tudo tem um sentido e que, uma hora, conseguiremos discernir tudo que Deus nos preparou. 

# Discernir as vontades de Deus 


O discernimento só acontece a partir do momento em que a pessoa se dispõe a se confrontar. O ser humano só se conhece quando se confronta. Quando não há essa confrontação, acaba-se correndo o risco de se enganar e se iludir. Para o cristão, a oração é algo fundamental neste processo. Peça, por meio de Maria, que possamos sair do conforto e ir em busca de discernimento.

A confrontação implica estar atento no seu dia a dia, dando passos concretos em direção àquilo que, em princípio, se sente chamado. Da mesma forma que a Mãe de Jesus fez, é preciso enfrentar as realidades que existem dentro de nós, e entender as necessidades de Deus para conosco.

O que acha de sair da sua zona de conforto e descobrir sua vocação? Procure os sinais de Deus contigo. Certamente, Ele procura formas de te dar uma direção. Basta você se abrir para ver, ouvir e sentir.

Peçamos à Mãe, que nos foi dada na hora da Paixão, o auxílio necessário para vivermos com fidelidade e generosidade  a vocação cristã. Busquemos ao lado dela o “tesouro escondido”, que nos garante a felicidade perpétua!

Mais em Vocação
  •  
  •